Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2016

Dica da fisioterapia para os vestibulandos:

Cuidados Posturais durante as horas de estudo.
Quem quer vencer nesta etapa pré-vestibular, sem dúvida se dedica várias horas diárias de estudo. É preciso fazer cálculos, redações, revisar livros. Enfim, às vezes parece que precisaríamos de mais horas por dia. É muito comum nesta fase surgirem sintomas como a ansiedade, o nervosismo, fadiga, dores pelo corpo, dores de cabeça. E a postura correta é peça chave para melhorar estes sintomas. Alguns estudos mostram que boa parte dos estudantes acaba adotando posturas incorretas, lendo ou escrevendo com a cabeça apoiada na mão, com o tronco para frente. As posturas incorretas promovem mais dores e desconfortos e como consequência a concentração diminui. Então podemos entender que o cuidado com a postura durante o estudo evita o cansaço físico, a dor postural e a má circulação. Com menor desgaste do corpo, a concentração do estudante melhora.
Para isso a fisioterapia nos dá algumas dicas para melhorar a postura:
Inicialmente é preciso sentar-s…

O Pilates e a saúde dos vestibulandos.

O último ano do ensino médio vem acompanhado da grande dúvida: o que eu vou fazer? Qual faculdade eu devo cursar? Tudo isso somado a cobranças pessoais e familiares. É sem dúvida um período de grande estresse.  E para vencer esta etapa soma-se uma jornada de várias horas diárias de estudo, com grande acúmulo de atividades. É preciso decorar fórmulas, revisar livros, fazer redações. Enfim, às vezes parece que precisaríamos de mais horas por dia. Tudo isso tendo que ser conciliado com a vida social, com a família, os amigos, a namorada. Tanta dedicação faz a maioria dos alunos se esquecer do cuidado com a saúde. É muito comum nesta fase surgirem sintomas como a ansiedade, o nervosismo, fadiga, dores pelo corpo, dores de cabeça e até distúrbios gastrintestinais, como gastrite e a diarreia.
Sendo assim, é necessário alguns cuidados importantes:
Cuidados posturais: Na hora de estudar é preciso escolher um local calmo e confortável. E estar atento à postura. A dica é sentar-se adequadamente,…

15 de junho dia de combate à violência contra a pessoa idosa

A violência Embora a violência entre pessoas e grupos tenha sido sempre presente na história da humanidade, somente a partir do seu vertiginoso crescimento, nas últimas décadas e as decorrentes conseqüências, passou a constituir um novo desafio para a sociedade contemporânea e também para a saúde, pois devido ao número de vítimas e a magnitude de sequelas que a violência produz pode ser considerado um grande problema de saúde pública. Com o crescente aumento da população idosa, observado em todo o mundo, a violência a este grupo também existe, apesar de enfrentar dificuldades de constatação, pelos constrangimentos que geram, tanto nas casas dos idosos, como nas instituições de abrigo.   A OMS em 2001 se posicionou em relação aos abusos cometidos aos idosos e adotou uma proposta adotada anteriormente pela INPEA (International Network for the prevention of elder abuses) : “Abusos em idosos constituem uma ação única ou repetida, ou ainda a ausência de uma ação devida, que causa dano, sofrim…

Pilates mesmo com frio???

SIM!
No frio observa-se uma grande diminuição no número de frequentadores do Pilates. Mas o que muitas pessoas não sabem é que a interrupção de uma atividade física, principalmente no inverno, fragiliza o organismo, pois a prática regular de exercícios aumenta a resistência orgânica do indivíduo. O Pilates traz muitos benefícios a saúde e isso continua sendo valioso no inverno. Não é porque está frio que podemos descuidar de nossa saúde. Sem contar que, no frio ficamos mais contraídos, mais encolhidos, gerando uma tensão muscular, contraturas e consequente mal-estar. O Pilates é uma ferramenta importante para prevenir este excesso de tensão no corpo.

A fisioterapia no combate do estresse

Existe uma forte conexão entre o estresse e alguns desconfortos musculares.
O estresse causa a liberação de hormônios que também causam tensão muscular e aumentam a percepção da dor, como o cortisol e o adrenocorticotrópico (ACTH), que estimula a produção de adrenalina. Os músculos podem ser tensionados ao ponto de levar a um doloroso quadro de espasmo muscular. Os músculos das costas e do pescoço são particularmente os mais sensíveis aos efeitos do estresse. Em algumas pessoas o músculo trapézio fica tão tenso, que o ombro fica elevado, quase se aproximando do lóbulo da orelha, “o ombro vira brinco”.
Musculaturas sensíveis a hormônios como o cortisol podem ser facilmente afetadas, gerando um ciclo vicioso: o estresse leva a tensão muscular que leva a dor e esta por sua vez leva a mais estresse e mais tensão muscular. 

Com o passar do tempo essa dor e tensão gera uma limitação, dificultando a realização das atividades de vida diária e alterando inclusive a qualidade do sono e, de mane…