Pular para o conteúdo principal

Outubro Rosa

O nome remete à cor do laço rosa.


O Laço rosa simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama. Este movimento começou nos Estados Unidos, se espalhou por todo o mundo e tem como objetivo principal alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e mais recentemente sobre o câncer de colo do útero. 

Segundo dados do INCA (Instituto Nacional de Câncer), o câncer de mama é o segundo mais prevalente entre as mulheres e representa 28% dos casos de câncer por ano. Além disso, uma pesquisa realizada pelo IBGE, em 2012, mostrou que, em 20 anos, as mortes de mulheres pelo câncer de mama aumentou em 16,7%. 

O câncer de mama pode ser detectado em fases iniciais, em grande parte dos casos, aumentando assim as chances de tratamento e cura. Todas as mulheres, independentemente da idade, podem conhecer seu corpo para saber o que é e o que não é normal em suas mamas. A maior parte dos cânceres de mama é descoberta pelas próprias mulheres, que através do toque, pode identificar o surgimento de um tipo de caroço na região. 

Além de estar atenta ao próprio corpo, também é recomendado que mulheres de 50 a 69 anos façam uma mamografia de rastreamento (quando não há sinais nem sintomas) a cada dois anos. Esse exame pode ajudar a identificar o câncer antes do surgimento dos sintomas. 

Esses números mostram porquê essa conscientização é importante. O Outubro Rosa é uma lembrança de que as mulheres precisam se cuidar e fazer exames como uma forma de prevenção. Quanto mais cedo o diagnóstico for realizado, melhor é o prognóstico.

Postagens mais visitadas deste blog

Dicas da fisioterapia para estimular o seu bebe

Massagens e automassagem com auxílio de superfícies de contato

Prescrição para saúde: Fotografia e Poesia de Camões

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades
“Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades,
Muda-se o ser, muda-se a confiança;
Todo o mundo é composto de mudança,
Tomando sempre novas qualidades.


Continuamente vemos novidades,
Diferentes em tudo da esperança;
Do mal ficam as mágoas na lembrança,
E do bem, se algum houve, as saudades.

O tempo cobre o chão de verde manto,
Que já coberto foi de neve fria,
E enfim converte em choro o doce canto.

E, afora este mudar-se cada dia,
Outra mudança faz de mor espanto:
Que não se muda já como soía.”
(Luís Vaz de Camões) 

A beleza do envelhecimento.

Esta foto faz parte do acervo do meu projeto fotográfico autoral, sem fins lucrativos, a beleza do envelhecimento. A retratada desta semana é a bela senhora Maria Sílvia Torrezan de Camargo.



Natalia de F. G. Ferreira. Fisioterapeuta e estudante de fotografia.

A fisioterapia foi escolhida com a razão, para com amor fazer diferença na vida das pessoas.
A fotografia com o coração, para além de fazer a diferença, regi…